terça-feira, 13 de Maio de 2008

Palestra sobre “Violência Doméstica”

No dia 17 de Abril de 2008 foi realizada uma palestra no auditório da escola (sala 25) sobre “Violência Doméstica”, dinamizada pelo grupo I da turma do 12º C na disciplina de Área de Projecto, que contou com a presença de elementos do grupo NMUME da GNR, nomeadamente o Cabo-Chefe Marques e a Agente Alzira Barros e de uma psicóloga, Dr.ª Tânia Ricardo. O contributo da psicóloga escolar, Dr.ª Gabriela Vieira foi crucial na colaboração com o grupo no desenrolar da palestra. Este colóquio foi dirigido aos alunos dos 11.º e 12º anos de escolaridade desta escola, do corrente ano lectivo.
O grupo iniciou a palestra fornecendo as linhas gerais sobre o pretendido para a realização da mesma. Posteriormente interveio o grupo NMUME da GNR que nos elucidou sobre a temática em questão e o enquadramento legal deste crime e forneceram dados estatísticos sobre estes casos. Perante um vídeo e uma apresentação que esse grupo apresentou, é perceptível que as denúncias de violência estão a aumentar, sendo que a agressão física assume progressivamente maiores proporções. A violência sexual, a violência financeira e a violência psicológica também assumem um papel de relevo nas formas de agressão entre cônjuges, que terão repercussões na vítima para toda a vida. Por ser considerada um crime público, qualquer pessoa tem o dever cívico de denunciar casos de violência de que tenha conhecimento à GNR, PSP, ao Ministério Público ou ao Instituto de Medicina Legal, o que felizmente tem vindo a acontecer cada vez mais. É importante ter a noção que basta uma única agressão para se tratar de um caso de violência doméstica e, neste caso, proceder imediatamente à denúncia. Em Santa Comba Dão, de 2005 a 2007 foram denunciados 55 casos de violência doméstica sendo que, no total foram registadas 1245 denúncias no distrito de Viseu. O número de ocorrências em Santa Comba Dão correspondeu a 4 % do total do distrito. A vítima deve ter conhecimento das instituições a que deve recorrer, tais como: a Rede Nacional de Protecção (114), APAV, SOS Mulher, Governo Civil de Viseu, onde funciona um gabinete de apoio à vítima (no caso do distrito de Viseu). De seguida efectuou-se a apresentação da psicóloga, Dr.ª Tânia Ricardo, que deu ênfase ao ciclo da violência que se resume em três etapas: 1 – acumulação de tensão; 2 – explosão; 3 – reconciliação. Desde a primeira etapa até à terceira a frequência, intensidade e perigosidade vão aumentando. A psicóloga referiu também os efeitos que as crianças podem sofrer caso assistam a cenas de violência, por exemplo, podem vir a assumir comportamentos violentos na sua conduta futura. Contudo, nem todas as crianças assumem comportamentos violentos lutando por uma vida melhor e fazendo de tudo para não imitarem os comportamentos agressivos a que assistiram. Aproximando-se o fim da actividade, houve lugar para a colocação de dúvidas por parte dos alunos e dos professores presentes. Para finalizar esta actividade procedeu-se aos agradecimentos a todos os intervenientes, os quais foram indispensáveis para o grande êxito que foi esta palestra.

Sem comentários: